sexta-feira, 17 de abril de 2015

O Inicio do fim do começo

E hoje começo uma viagem que já tentei algumas vezes e não cheguei a continuar.
tentar escrever sobre o que faço ou vou fazer é uma experiência que já tentei e não dei continuidade, pois essa é uma característica minha, começo varias coisas e acabo abandonando.
tenho varias pequenas habilidades que pouco aprofundei, pois o mais difícil é ter foco no que faço e gosto
Por aqui acho que vou falar um pouco de tudo que gosto de fazer, pois sei que sou um eterno aprendiz
Gosto de marcenaria em todas as suas vertentes artísticas, menos o senso comum atual que é fazer moveis caixotes (acho que nasci no século errado)
Desde pequeno sempre gostei muito de desmontar e montar coisas, nessa época não podia ver um relógio de mesa dando sopa que já ia desmontando e nem sempre conseguia montar direito, sempre sobrava alguma peça
sempre gostei muito de coisas que cortam, quando pequeno aprendi a afiar facas, ficava horas passando a lamina na pedra pra afiar, dai veio um dos meus gostos que é o que mais faço hoje a cutelaria
Esta viajem que farei por aqui, sozinho ou acompanhado ainda num sei bem, terá muitos episódios dessas duas artes, a Marcenaria e a Cutelaria, e muito raramente alguma coisa duma outra área que me identifico ate o ultimo fio de cabelo, que é a Religião
Nasci no Espiritismo Kardecista que frequento até hoje, inclusive participando de um trabalho com crianças carentes, mas por opção pessoal hoje frequento um terreiro de  Umbanda.Hoje me considero muito mais Umbandista que Kardecista, entonces de vez em quando vou colocar alguma coisa por aqui sobre Religião